quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Final de ano

mensagens para orkut
É tão belo o espírito de Natal que baixa nas pessoas no final do ano! Todos se lembram que podemos ser irmãos, todos se lembram que é possível a paz, todos se lembram... Mas e aquela criança faminta, sedenta de amor, comida e carinho? E aquela criança que existe em nós? Ainda existe? Ainda sonha? Ainda acredita?
Como gosto desta época do ano, não do apelo comercial mas da fé, não fé de igreja, da fé no próximo, que está bem mais próximo...
Quero partilhar este momento em que encerramos mais um ciclo para eternizar o amor, acreditar em alguém, amar sem culpa ou vergonha de dizer: EU AMO, não em tom banal, mas do fundo do coração ( e coração tem fundo?) como quem acredita nos cuidados com as reservas naturais, como quem acredita em um mundo melhor e acredita em Papai Noel!
Minha filha acredita que é uma sereia e alimento isso nela, talvez digam que estou errando em deixar que minha filha usufrua de sua imaginação, de acreditar no que não existe entretanto, quem não gostaria de ter a leveza de uma sereia ao nadar nas águas com o poder de encantar os homens?
Não posso tirar isso dela assim como não posso lhe negar o direito de sonhar e acreditar que pode ser um vencedor, aliás, já é um vencedor, no mundo de hoje, com sua trajetória, ninguém pode lhe tirar o troféu de herói, de mais um sobrevivente...nossa, como amo vocês, parece que, nesse momento estou me preparando para deixá-los partir para a vida além das minhas asas, para a vida além de mim e quero dizer o que não disse, dizer o que faltou, será que fiz tudo que estivesse ao meu alcance? Fui uma boa professora? Será que te ensinei como deveria?
Não sei, meus filhos, só o tempo dirá e o Tempo é o pai de tudo...
Beijos azuis

Nas letras da música

Nas letras das músicas *º ano A e B 2017 de Rosângela Ferreira Luz