quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

MARIANA

MARIANA

Desde que a vida me colocou diante de ti
Que eu tento e não consigo concentrar-me
Em nada do que eu faço,
Vejo-me sempre perdido em sonhos,
Devaneios inconseqüentes de um coração irresponsável
Mas que não faz menos verdadeiro o sentimento
Nem menos verdadeiro o fato
De que a todo momento só me vem ao pensamento
A beleza e a poesia
Dos encantos de Mariana...
Augusto Branco

Vandalização da cultura (oh, povo ignorante)

Mais uma vez picharam o Carlos Drummond de Andrade e, como protesto, posto o poema sobre o medo, por que depredar o que não se conhece? Medo...

Congresso Internacional do Medo

Provisoriamente não cantaremos o amor,
que se refugiou mais abaixo dos subterrâneos.
Cantaremos o medo, que esteriliza os abraços,
não cantaremos o ódio, porque este não existe,
existe apenas o medo, nosso pai e nosso companheiro,
o medo grande dos sertões, dos mares, dos desertos,
o medo dos soldados, o medo das mães, o medo das igrejas,
cantaremos o medo dos ditadores, o medo dos democratas,
cantaremos o medo da morte e o medo de depois da morte.
Depois morreremos de medo
e sobre nossos túmulos nascerão flores amarelas e medrosas

Eu

Hoje eu estou mais tranquila, mais segura, mais feliz em minha profissão.
Hoje eu estou mais família, mais em paz, mais com Deus.
Hoje eu voltei!!!!

Parte da história africana - tema obrigatório no currículo escolar

Filme Hotel Rwanda

Meus EVAS



















Alguns dos meus trabalhos realizados em 2013, descobri o EVA e amei!!!

Nas letras da música

Nas letras das músicas *º ano A e B 2017 de Rosângela Ferreira Luz