sábado, 9 de abril de 2011

Escola e sociedade

Tornou-se primordial descobrir onde está errado a nossa educação, não só de escola, mas de sociedade.
Por que esta violência desmesurada? É difícil compreender o nosso papel socialmente falando e até onde influenciamos o comportamento de quem nos observa, ou melhor, como detectar um comportamento estranho e de que nos adiantará isso? Como prejulgar as ações de alguém?
Busco respostas que todos buscam, tenho pressa, tenho filha, tenho alunos que são como filhos. Como melhorar o mundo para eles?
Chega de roubos, mentiras e hipocrisias, invista-se no professor! Esta tragédia no Realengo mostrou a invisibilidade do professor.
Que falou deles? Quem lembrou deles?
 E eles estavam lá, fazem parte da escola e farão também tratamento para amenizar o trauma de um fato tão triste e tão macabro em nosso país e mesmo assim, iremos para a escola todos os dias cumprir nosso papel sentindo medo, autoestima baixa pela desvalorização que sofremos e pelo cotidiano que não é fácil.
Alguém me ajude a encontrar um caminho que resgate nossa humanidade, nosso convívio, nossa alegria de viver.

Nas letras da música

Nas letras das músicas *º ano A e B 2017 de Rosângela Ferreira Luz