sábado, 19 de dezembro de 2009

Palavras soltas...

É difícil criar harmonia onde predomina o caos, é impossível coabitar guerra de egos com paz. Muito poderia ser feito se não houvesse a “fogueira das vaidades”, poderíamos realizar um trabalho sério e enriquecedor, tirando a invisibilidade da nossa comunidade se não pensássemos tanto em “nós”.
O mundo está como está porque não há união, finge-se ser quem não é, mantém-se uma farsa para empurrar adiante o que eu chamo de sobrevida, porque quem vive de implicar, humilhar ou se desfazer do outro é, inegavelmente, infeliz, porque só a infelicidade poderia gerar um ser tão mórbido e insensível de não perceber, no conjunto de ambientes em que vive que há coisas mais importantes do que irritar os outros.
Sinto pena das pessoas que são obrigadas a conviver com pessoas desumanizadas a esse ponto e sinto pena dessas pessoas desumanizadas pela pequenez, pelo egoísmo, pela falta de sensibilidade, a falsa de sensação de “poder” que reina em suas vidas e sinto mais pena ainda, de perder tempo refletindo, nessas poucas linhas, sobre isso.

Nas letras da música

Nas letras das músicas *º ano A e B 2017 de Rosângela Ferreira Luz